Projeto que facilita adoção é aprovado na Câmara e segue para o Senado


A Câmara dos Deputados aprovou nesta segunda-feira (4) um projeto que muda as regras para adoção no Brasil. O texto segue agora para análise do Senado.

Com o objetivo de agilizar procedimentos, a proposta trata de temas como destituição do poder familiar, entrega voluntária, apadrinhamento afetivo, guarda e adoção de crianças e adolescentes.

Havia acordo entre os partidos e o texto foi aprovado em votação simbólica, na qual não há contagem de votos.

O projeto disciplina vários aspectos do processo de adoção, como prazos para o estágio de convivência, por meio do qual os candidatos a adotar uma criança convivem com ela por determinado período.

Pela proposta, serão colocados para adoção os recém-nascidos e as crianças que não tiverem sido procurados pela família de origem no prazo de 30 dias, contados da data de acolhimento.

O texto reduz de seis para três meses o período máximo em que a Justiça deve reavaliar a situação da criança que estiver em abrigo ou orfanato ou em acolhimento familiar (quando voluntários que se dispõem a cuidar da criança até a adoção ou retorno à família biológica).

Outro ponto do projeto altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e estende à pessoa que adotar uma criança as mesmas garantias trabalhistas dos pais sanguíneos, como licença-maternidade, estabilidade provisória após a adoção e direito de amamentação.


Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2017 por cultivecomunicacao.com.br

Entre em contato:
(19) 99758-7088

(19) 98122-7580

Encontre-nos:
Rua 1B - JSP, n 125 - Jd. São Paulo - Rio Claro-SP

CEP: 

É proibida a reprodução, de qualquer forma, das imagens das crianças e adolescentes, de acordo com o que dispõe o artigo 17 do Estatuto da Criança e do Adolescente. Sujeitas as sanções criminais e civil